1.1.06

A Saga do Homem Sem Sorriso

Trancafiado em seu quarto escuro, estava nu, defronte ao espelho. Acompanhado apenas das suas habituais lágrimas e daquela expressão de insondável solidão, se perguntava por que havia vendido seu sorriso.

Sim, ele não sorria mais. Tinha que se habituar a viver o resto da sua vida com todo aquele dinheiro e com toda a tristeza do mundo. Vendera seu sorriso à um velho millionário, que lhe ofereceu todo o dinheiro que tinha pelo seu sorriso. Bobo, achava que depois o dinheiro o ajudaria a comprar o sorriso de volta, de um modo muito mais barato. O dinheiro lhe traria mulheres, roupas, carros, casas... E com isso tudo, como não poderia recuperar o seu sorriso?

Pobre homem. Experimentou todas as mulheres(e homens), de todos os tipos, cores e formas. Mas se quer se aproximou do amor. Comprou todos os carros que o dinheiro podia comprar, mas jamais fora capaz de sorrir com um. Comprou a maior casa do país. Mas isso só o fez se aproximar mais da solidão. A solidão era sua única compania.

Tentou vender seu sorriso. Chegou a oferecer, exatamente como aquelhe velho senhor, todo o dinheiro que tinha. Mas ninguém quis vender o sorriso. E agora? o que seria dele, sem sorriso?

ps. Me deu vontade de cotinuar em outro post. :)