24.3.05

Dezesete anos, nunca pensei que eu ia chegar aos 17 anos, sempre achei distante demais para mim e achava também que iria ser criança para sempre, mas infelizmente cometi um equívoco.

Quando eu era mais novo, eu tinha(e tenho) uma péssima(ou ótima) mania de observar demais nas coisas, e para mim, quando alguém chegava aos 17 anos tinha uma mentalidade infinitamente superior a minha(logico, todos com 17 anos, não queriam ser meus amigos e tinham conversas secretas), estudava coisas no colégio infinitamente melhores, mais dificeis e mais legais do que ensinavam na 6ª série, e via todos eles como um grupo, que talvez eu nunca alcançaria na minha pequenez intelectual e fisica.

Hoje cheguei aos 17 anos um tanto decepcionado, notei que tinha uma cabeça, na 6 série, muito mais inteligente que muito adolescente de 17 anos, percebi que aquelas conversas secretas as quais eu não podia ouvir, eram tentativas desesperadas(quase sempre) de sexo, ou então de alguma boa ficada e que não tinha nada de mágico e fantasioso nisso, eram apenas um bando de secos. Tudo bem que coisas que eu estudo hoje são bem mais divertidas e emocionantes do que as da 6ª série, mas em compensação na 6ª série eu não precisaria fazer vestibular não teria que decidir minha vida ainda.

Sabe, a coisa que eu mais desejo hoje, era que eu tivesse feito ontem 7 anos e pudesse a voltar a brincar da forma que eu brincava, a ver o mundo colorido que eu via(ta certo que eu ainda vejo), queria poder me melar todo de sorvete e sair na rua feliz com todo mundo achando lindo isso, queria poder voltar a correr pra cama da minha mãe, quando sentisse medo e ainda achar que a juventude está longe.

ps. o texto fico horrivel, mas ta valendo