14.8.08

Sem paixão
os versos desandam
o corpo emudece
o olhar, escurece
e minha alma
enferma, grita
NÃO