15.7.07

Bailava

Para ler ouvindo

La Valse D'amelie


Dançava sozinha
Sem ver
Nem ser
Dançava sozinha
Comigo
A sentir e sentir
e sentir;

Dançava sozinha
Num mundo de musica
De olhos curiosos
E de um arlequim
Que olhava, olhava, olhava
E olhava, olhava, olhava
quase sem fim;

Bailava sozinha
Sem nem dar conta
E nem ligar
E nem olhar
Meus olhos de arlequim
Que olhava, olhava e olhava
Admirando o seu baile
E essa baixinha, cor de jasmim
Lábios suaves, rosto redondo
E olhos, que olhavam quase sem
Fim;

Bailava sozinha, sozinha e sozinha
Isso sem pena de mim
Que de arlequim, pierrot se fez
E quando não vi, nem li
deixei sair;
Ó bela maria, dance comigo
A noite todinha
Os dias; sem fim.