24.6.07

Vícios Imorais

Que dirá a loucura
Dessa minha nobre moral
Que dirá o sexo louco
Desse meu amor sem igual

Que dirá o alcool
Dessa água azeda
Que dirá a orgia
Dessa minha reles;
monogamia

E o que dirá minhas genitálias
Desse meu pobre coração ferido
Que dirá o vinho
Desse meu gosto azedo;
fudido

Que dirá você
Dessa vida de reles mortais
E que dirá a minha poesia
Desses meus Vícios Imorais