1.3.06

Seleção

O Brasil venceu a Rússia pelo placar de 1 a 0 num jogo amistoso realizado na tarde dessa quarta-feira em Moscou. Jogando em condições adversas a seleção brasileira, com um gol de Ronaldo e mais a "mãozinha" do juíz, conseguiu uma vitória apertada na última partida antes da Copa do Mundo da Alemanha em junho desse ano.

O jogo foi literalmente frio. Com os termômetros medindo 15 graus negativos, a seleção brasileira não conseguiu desenvolver o futebol arte esperado e acabou jogando uma partida apática e fria que, se não fosse a falta de técnica dos jogadores russos e uma ajudinha do juiz, poderia ter resultado num desastre grande.

Uma coisa que me pergunto. Que diabos o Brasil foi fazer na Rússia e, pior, no inverno? Jogar futebol é o que não foi. A Rússia é uma seleção decandente que dá lagrimas nos olhos ao ver a falta de técnica e a pobreza tática da equipe. Tá, tá bom, Parreira queria testar alguns jogadores para levar à copa e "pegaria mal" ao Brasil fazer um amistoso com uma seleção grande, como a Inglaterra e perder porque estava apenas testando jogadores. Mas surge nesse meio termo uma outra questão, como um técnico vai testar jogadores num ambiente com uma temperatura de 15 graus negativos e num gramado em péssimas condições devido ao clima? Eis a questão.

O amistoso bem que podia ser aqui no quentinho do Brasil. É, no Maracanã. Imaginem a felicidade que ia ser? Adiava para quinta-feira o jogo, devido aos resultados do desfile das escolas de samba e fazia a reestréia da seleção no velho e bom Maracanã. Dava para testar os jogadores sem os fazer morrer de frio. Dava para acontecer, pelo menos em tese, um jogo bonito sem que os jogadores temessem por uma contusão. E até a bola ia agradecer. Ia rolar solta pelos gramados verdes e bonitos do "Maraca".

Ai ai. Pena que os integrantes da CBF não pensam assim...