17.3.06

Branco

Há um espaço em branco.
Sabe branco?
Branco. Muito branco.

Seria uma ponte?
Não, é branco.

Mais branco do que o branco que você imagina.

Romper com as linhas opressoras da forma poética.

Isso é branco.

E poético.

Poesia? poesia é se beijar dentro de um banheiro, esquecer o mundo e as obrigações mesmo que por um instante. Por um minusculo e irracional instante.

Poesia é perder a razão. Estar totalmente desligado de todas as regras. Poesia é o momento, a hora, o instante inesquecivel e inimaginavel. A insensatez!

Poesia é um grande branco! Um branco da razão. Um branco da consciência. Da lógica. Do corpo. Do outro. De mim. Do mundo. De tudo.

Um branco.