28.8.05

Olhando no fundo daqueles belos olhos, Fransisco falou:

- Te amo.

Notou então que dos olhos dela brotaram duas lagrimas. E teve a sensação que por um momento ela havia desviado o olhar dos seus olhos. Subitamente ela entrou em pranto desesperado, caiu no chão e chorou sobre os seus pés, e ele sem saber o que fazer, abaixou carinhosamente e perguntou.

- O que houve?

Ela, enxugando as lagrimas na aba da camisa, respondeu:

- Não te mereço. Fiz coisas que nunca irá me perdoar se souber. Tive medo e agi errado, não sei se deve me amar com tudo isso.

Ele segurou em nas mãos dela, e afetuosamente replicou:

- Você me ama?

Por um momento ele notou que os olhos dela haviam brilhado um brilho opaco, mas haviam brilhado.

- Não te mereço. Sou imperfeita demais. Foi tudo até agora tão lindo, tão mágico e agi de uma forma tão feia. Tá certo que tive medo de te perder. Não te mereço. Você nunca vai aceitar o que eu fiz com você, eu não mereço perdão e nem o seu amor.

Ele então beijou levemente os labios dela, e olhando no fundo de sua alma, insistiu:

- Você me ama?

As lagrimas então voltaram a correr por entre aqueles belos olhos, percorrendo aquele belo rosto e se encontrando nos braços dele que agora a abraçava fortemente , e ela empurrando ele para longe, foi-se abrigar no canto mais escuro do local. Ele a via e sentia nela a sua Deusa e o reflexo de todos os seus sonhos, sentia vontade de gritar e dizer que nada mais importa além dela e que a amava o suficiente para superar qualquer coisa. Tinha vontade de arracar-lhe aquela roupa suja e abrigar o corpo dela no abrigo dos seus braços. Ela então respondeu:

- Amo do fundo do meu ser, mas te traí e estou grávida.

Ps. o que acham que vai acontecer?