22.5.05

Essas gotas que caem do céu
São pedaços do mim
Condensados...
Que batem nas cabeças das pessoas
nos guarda-chuvas
no chão.
E lavam-nas de preocupações
de temores, de dores, de amores
de obsessões, de doenças!
Por que me temem tanto?
Não vos farei mal
Venham até mim
Dançem sob minha orquestra
de agua batendo no chão
Respirem meus vapores d'agua
Mergulhem nas minhas poças
Briquem nas lamas criadas por mim
Sintam-se crianças divinas
E sorriam molhados
Contemplem a beleza da criação
A perfeição dos céus
E se beijem sob minhas bençãos
Sintam-se lavados e dançem, dançem e dançem
Abençoarei vos com minhas gotas de amor
Limparei vossas preoupações
Farei vocês felizes
Apenas se não me temerem.

Ps:. Felizes são aqueles que sempre quando podem dançam sob a chuva