13.2.05

Sonhou com ela, não entendia, mas havia entre ele e ela uma ligação sutil que ele não entendia muito bem, será que Josué estava apaixonado? enfim, estando ou não, ela não saia da sua cabeça e decidiu que depois da aula iria fazer o mesmo caminho e que iria encontra-lá, levantou da sua cama, ansioso pelo encontro, escovou seus dentes, colocou suas calças com a boca rasgada(desculpe o erro no outro texto) seu velho all star, e foi para o colégio.

Marina, era uma garota muito bonita, seus olhos faziam sucesso no mundo masculino e por vezes ouvia uma cantada, ou alguma proposta, mas nada que lhe interessa-se. Antes de chegar no colégio, encontrou a sua prima, a Joana, uma menina baixinha de olhos pequenos e escuros, cabelo escuro e pele branca, coisa que fazia um contraste ao qual atraia muitos homens. Ela estava vestida com um vestido branco e uma cruz com com algo estranho em cima, e umas palavras em latim, sempre fora meio estranha, meio mística, não era sentimental, na verdade nunca havia se apaixonado, era fria e fazia parte de um grupo estranho, era o que podemos chamar "ovelha negra" da familia, a única que ela mantinha amizade e trocava confidências era Marina. Chegou nela e lhe disse
- Prima, acho que encontrei Aquela pessoa
Marina olhou com uma cara de surpresa e replicou:
- Como é!? Tem certeza!?
- Tenho, e ele estuda aqui
Disse isso apontando para um menino que passava rapidamente por elas.
- Não Joana, ele não!!
Joana deu um sorriso sarcastico e disse:
- Ele sim!

TO BE CONTINUED