12.6.06

Felicidade

Desmitifique o pomo.
Rompa as linhas opressoras.
Regurgite.
Rasgue suas roupas
e tudo que te prende,
assim como eu as rasguei.

Viva.
Oponha-se
Critique.
Rebele-se.
Seja contra.
Até que a vida mostre
que não há o que ser contra
porque o contra é uma convenção humana.

Ame.
Sem limites.
E sofra com limites.
Porque a vida é mais importante
e o sofrimento serve apenas de lição
para se poder continuar vivendo.

Diga não a tudo que te prende
a tudo que te impede
a tudo que te rompe e oprime
para poder dizer sim
aquelas boas prisões.

Jogue fora esses conceitos inválidos
crie novos conceitos
para, no final, entender
que os velhos conceitos existem
para manter uma paz muda
e que os novos conceitos
vão existir apenas
para a felicidade-própria.

E se isso tudo não for necessário.
Grite.
Chore.
Lute.
Porque o maior pecado dos homens
é negar a vida.