19.1.06

O Romance

VAMOS À PRAIA AMANHÃ ÀS 16:00 OLHAR O POR DO SOL.

Digitou essa palavras no msn. Pensou um pouco. Se apertasse enter abrira uma brecha e mostraria talvez a ela o quanto estava interessado. Se usasse o backspace, talvez perderia a chance de passar o melhor final de tarde da vida. Pesou os prós e os contras, fechou os olhos e apertou enter.

Pronto. Mensagem enviada. O que será que ela esta pensando agora? será que ela leu? qual será a sua resposta? essas dúvidas permearam a sua cabeça enquanto olhava fixamente a tela do seu velho computador e esperava ansiosamente a resposta daquela mensagem. Mariana está digitando uma mensagem, apareceu na parte inferior da caixa de diálogo aberta. Será que ela vai querer ir? sua mente girava em suposições pessimistas e otimistas.

Conhecera ela há uns dois meses atrás numa festa. Era uma mulher interessante, gostava de música e de bons livros, tinha uma conversa agradável e o melhor de tudo, era nerd. Descobriu que ela trabalhava com programação de softwares numa empresa próxima ao centro da cidade. Sabia tudo e mais um pouco sobre computadores e amava tudo o que era geek, desde HQ's até Starwars. Quando a viu pela primeira vez ela estava usando uma camisa escrita I LOVE DARTH VADER e ele achou aquilo sensacional. Darth Vader era seu personagem predileto da série. Ele ficou fascinado com ela. Foi, como diriam os mais românticos, amor à primeira vista.

Agora estava ele, à espera da mensagem da sua nerd amada. O msn ainda apontava a silhueta, mariana está escrevendo uma mensagem e a sua paciência estava se esgotando. Pensou em mandar uma risada, diria que era brincadeira e pronto, o suplício terminava. Mas uma força se apoderou dele. Era agora ou nunca. Ficava imaginando o rosto dela cheio de espinhas tocando o dele(também com espinhas), seus oculos se encostando e dançando numa valsa inaudível e romântica. Ficou imaginando noites discutindo programação em C++ e o avanço técnico-científico. Ficou imaginando filhos com ela, igualmente nerds. Tudo seria perfeito, dependia apenas daquela última mensagem. Mas que demora, pensava ele. Ela sempre digitava rápido e agora estava demorando. A internet faz as coisas parecerem mais rápidas e nos acustumamos com isso, pensava ele enquanto controlava a ansiedade. Deu um alt tab e foi olhar a página de HQ's que estava aberta.

Finalmente ouviu aquele barulho característico. Viu o nome dela brilhando na sua barra de tarefas. Abriu e leu a mensagem.

VOCÊ É LOUCO! JAMAIS PASSARIA A TARDE COM VOCÊ, SOU LÉSBICA, NÃO NOTOU?

E com essas palavras saiu do msn. Só sobraram-lhe as lágrimas e as músicas emos que tinha na sua pasta de mp3.